domingo, 22 de setembro de 2013

Saudade.

Deitada no quarto escuro durante a madrugada, sem sono após uma festinha com os amigos, no quarto conversamos sobre amores e sofrimento, dores e lembranças. Ao ficar sozinha fui olha algumas fotos, reler algumas conversas, e me deu uma saudade daquele amor. 
Me lembrei dos nossos beijos na chuva, de nós no teatro e de como riamos lá, foi tão bom aquele dia. Você se lembra meu amor? Nós nos divertimos tanto. Nosso mundinho era tão perfeito, as horas juntos voavam, você me completava, e eu a você, e antes de namorados eramos amigos, e disso que mais sinto falta dos sermos amigos, de ter alguém pra acordar cedo, de receber ligações de madrugada pelo celular da minha amiga, e a sua primeira frase ser '' A Maura esta com você, eu estou com saudade dela'' . 
Lembro-me como se fosse hoje quando recebi a notícia que iria embora, estávamos brigados e foi sem nem se despedir, e depois fizemos as pazes e quando vinha pra cá era só alegria e lágrimas de saudade, eu me sentia protegida por inteiro quando voltava e me abraçava tão forte, eu sentia que o mundo podia cair que seus braços iriam me segurar e nada de ruim me aconteceria. 
Sinto tanta falta de ouvir sua voz cantando pra mim no celular, era tão lindo, sim eu achava tão lindo, sinto falta de quando vinha me ver a semana toda assim que saia do serviço todo sujo de graxa, as unhas pretas e passava horas sentado na bera da calçada me fazendo cafuné, me roubando selinhos, lendo minhas declarações nos meus diários, roubando as cartas de amor que te escrevia e escondia. 
Hoje me deu tanta saudade do tempo que meu grande amor ficava ao meu lado. Me deu tanta saudades de dormir e acordar sorrindo. Eu sinto tanta falta de te ter ao meu lado de te ter aqui comigo, de te chamar de meu, de esperar você chegar do trabalho de madrugada só pra ficar meia hora no carro conversando, me deu saudades até das noites em claro chorando com preocupação, com medo. 
Pois é já tem mais de um ano que tudo acabou, e eu vejo como um ano não é nada esses 550 dias não fazem diferença, que eu ainda te amo. A vida me ensinou que um amor de verdade não se esquece se conforma com o fim. 
E eu ainda me pergunto ''Onde errei?'' pra isso não fazer parte do meu futuro, mas um dia um amigo me falou que não se pergunta o '' Por que?'' e sim o ''Pra que?'' . 
Mas depois de um grande amor nada mais te completa, existe o céu azul, mas a treva é sempre o que predomina na mente, existe o dia mas a noite te faz lembra. Depois de um grande amor se aprendi que amar é uma vez só, o resto é apenas gostar, gostar para aliviar a dor da perda do sentimento amor. 
Aprendi a amar da forma mas pura que é o ver feliz, sim a felicidade dele, o sorriso é o que me completa é o que me faz tão bem é o que da forças pra continuar a seguir em frente. O ver sorrir me faz feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário