quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Festival de Teatro.

Alguém ai esta ansiosa para ver as fotos do festival de teatro?

Hoje vou falar um pouquinho de como o meu grupo de teatro se saiu no festival, das criticas melhorias que este nos trouxe.
Primeiramente gostaria de deixar bem claro que trabalhamos com o teatro popular e com o teatro do Oprimido (onde colocamos nosso dia a dia dentro do teatro), é bem interessante se quiserem podem pesquisar mais sobre o Bual o autor do teatro do oprimido.
Na quarta-feira (30 de outubro), passamos pela primeira vez por analise de jurados, e não escondemos nossa tristeza ao ouvir cada palavra como ''O que vocês fazem não é teatro'', sim isso me deixou muito triste pois eu sei que o que faço é teatro, eu estudei, eu sei o que estava fazendo, tem uma pesquisa e uma técnica em volto de nosso trabalho. Acabei argumentando de volta a jurada quando essas ditas já chegavam aos meus ouvidos como gritos, e pude perceber que o individuo crítico se eleva e não se deixa abater transmitindo assim conhecimento aquele que o julga.
Na quinta-feira (31 de outubro), somente ouvimos elogios, e nos divertimos muito em cima do palco, embora nosso nervosismo fosse muito, por um conflito com o técnico do teatro municipal, o apoio total da plateia e da direção do mesmo teatro nos deram forças e conseguimos fazer uma boa apresentação, colocando também novamente o teatro do oprimido no improviso em nossa apresentação.
Creio que todas as premiações recebidas foram de muita importância para o desenvolvimento e auto-estima do grupo, atrizes que antes se desesperavam para entrar no palco foram indicadas como melhores, melhor sonoplastia, entre outras indicações.
Aprendemos mas uma vez, que a união faz a força, e que somos fortes, e juntos somos mais.
Agradecemos aos jurados pelas críticas que serão uteis, e aos que admiram o nosso trabalho, ao convite pra apresentarmos na semana negra.
Segue abaixo algumas fotos do espetáculo Arrancado de lá ( apresentado no dia 30 de outubro conta a história do negro, desde que foram arrancado da africa até a lei Áurea) criado pelo grupo, e do espetáculo Eu chovo, tu chove, ele chove(apresentado no dia 31 de outubro é uma peça infantil, onde se transforma a chuva banal em uma grande aventura) da carioca Sylvia















Nenhum comentário:

Postar um comentário