sábado, 4 de janeiro de 2014

DCSF

                                       
Ele pode até não ter passado a vida todo do meu lado mas foi aquela coisa de infância, aquele momento de carência, aquele momento de medo e insegurança, que me fez lembrar do pique esconde na rua, do jogo de taco, dos sorrisos e olhares escondidos, me fez lembrar daquela época de menina que não tava nem ai pra sapatos, tinha alegria em andar descalço.
Ele pode ter feito tudo errado, ele pode ter sido realmente um pirralho, mas foi ele quem me fez sentir segura, é foi ele quem me passou segurança. No apertar das minhas mãos entrelaçadas eu sentia que estava segura, e que aqueles braços era o melhor lugar do mundo.
Posso até não ter passado o Natal ao seu lado mas eu estava lá na véspera da véspera de natal, e o meu presente foi  tão sonhado, e esperado, e desejado, foi o nosso primeiro beijo (que merda).
Ta bom agora chega de falar disso, texto já esta ficando romantiquinho de mais pra mim. Mas foi inevitável não escrever essa história trágica(risos). Mas essa fase já passou, já estou em outra bem melhor. Porque cá entre nós ''AMOR DE INFÂNCIA'' é bem passado, e nem foi amor de verdade foi um paquera bem mala, que o presente me trouxe de volta por algum motivo que estou achando muto tolo.
Sem mais nada a declarar, estou em dias complexos do sexo feminino,(DCSF) conhecidos popularmente também como tensão pré menstrual (TPM). E agora não quero mais escrever, esse texto já esta ficando confuso de mais. E meio chato.
Ta bom agora fui mesmo. Beijos e um bom fim de semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário