domingo, 20 de abril de 2014

Um pouco da Grande São Paulo.

Chegar de madrugada o corpo e a mente cansados, um friozinho na barriga e um ansiedade que fazia com que meu coração disparar. Um pouco bagunçado uma muvuca diferente, um povo mal humorado, descer do ônibus e sentir u pouco de medo de ser assaltado finalmente pisei na grande São Paulo.
Malas acumulas, figurinos, cenário, e algumas peças de roupa do meu armário, o namorado do meu lado, um sorriso, a alegria pelo trabalho, o reconhecimento não dado, o pagamento atrasado, um palco mal assombrado, a boneca  vermelha e um mato saindo de seu braço, o camarim bagunçado, o caixão para cenário, a Portuguesa na recepção, uma mistura de emoções.
Caminhar, chegar na pizzaria, uma garçonete bacana em meio a tantos babacas, o azeite extra virgem, a fotografia, as risadas, a vaquinha Matilda, a Vaquinha Mococa, e alguns meninos fugitivos da Febem, uma tal de Etty Fraiser, um povo maluco em cima de um palco com quase nada de publico.
Isso foi um pouco de três dias em São Paulo, e de repente me deu uma saudade do grande Satyros, teatro de boas recordações, muitas emoções, minha capital merece uma crônica.

Um comentário:

  1. SP é mesmo uma muvuca, que as vezes cansa e outras encanta. Ou sentimos amor ou odiamos com todas nossas forças. Essa é a SP que nunca pára.
    Bjs
    http://mulherzinhassa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir